Cute Sparkly Pink Flower -->

sábado, 18 de junho de 2022

Metade

 Já se foram seis meses desde que o ano começou (quase sete, na verdade) e que ano cheio... Minha cabeça esteve a ponto de explodir por diversas vezes. Muita coisa aconteceu, ou deixou de acontecer. Muito do que eu gostaria e deveria ter feito, não fiz, mas ainda há tempo. Esse texto foi bem vago, mas é um jeitinho de dizer que sinto falta de estar aqui, de postar e de comentar com mais frequência nas atualizações dos blogs que tanto gosto.

quinta-feira, 24 de março de 2022

Tag: Meu querido blog.

 Recentemente a Isa criou uma tag super fofinha e me tagueou, fiquei muito feliz por isso! Gostaria de ter feito mais rápido e caprichado mais, mas esse ano tem sido cheio de problemas por aqui. 

A tag consiste em responder com a sua letra todas as perguntas sobre o seu blog. Pode ser feito tanto de forma digital, quanto no papel mesmo (eu acabei usando papel pautado de um caderno comum porque esqueci que as linhas iam aparecer kkkkk). 



É nesse tipo de situação que percebo o quanto minha letra é pequena normalmente. É isso! Fiquei muito feliz por ter sido indicada para essa tag, e além dos três blogs que indiquei, qualquer um que sinta vontade de fazer também, pode se sentir tagueado por mim.

quarta-feira, 9 de fevereiro de 2022

Bookbinding e crochê ❦

Oie! Do ano passado pra cá eu não fiz muitas coisas; foi meu último ano da faculdade e tive que fazer o TCC e estágio obrigatório, foi um período turbulento e com algumas confusões hehe. Esse ano não começou muito bem também, achei que ia, mas o réveillon foi ruim (será que isso influencia no decorrer do ano? rs espero que não, mas parece que sim), enfim ainda tem muito ano pela frente e tempo para tentar melhorá-lo. 

Hoje vou postar 3 coisinhas que fiz recentemente, porque são as que estão finalizadas e também são as que lembro no momento: 



A primeira é esse caderno de desenho, ele tem poucas folhinhas porque improvisei com algumas de alta gramatura que tinha aqui. Foi minha primeira vez encadernando e achei muito legal, mas todos os materiais que usei foram improvisados. Decidi fazê-lo para tentar desenhar mais esse ano, é algo que venho querendo fazer há bastante tempo, mas minha relação com o desenho é meio tóxica (na verdade, minha relação comigo mesma que é kkkkk), inclusive só fiz um rascunho rapidinho, ainda tô decidindo se vou desenhar no verso (não sou fã de desenhar no verso, mas como essa folha tem uma boa gramatura, e eu provavelmente não vou usar materiais que possam vazar, acho que vou utilizar).

O desenho:  



A segunda coisa foi esse outro caderno, eu o fiz na intenção de usar como um planner, mas decidi usar para um diário de leitura (ainda em branco, coitado... li nada ainda). Me inspirei em junk journals que são coisas que gosto muito, mas a parte interna é composta por papéis sulfite comuns, e provavelmente não farei muito além de escrever. 

Ambos os cadernos foram feitos com materiais que já tinha em casa mesmo, retalhos, pedacinhos de papéis que iam pro lixo, desenhos improvisados (a libélula do primeiro e a lua do segundo), o coelhinho foi da época que comecei a aprender bordado ponto cruz. 




A última coisa foi essa guirlanda de rosinhas de crochê que vi no pinterest (a foto é desse blog, mas por algum motivo utilizei as receitas de uns vídeos de outras pessoas, acho que não tinha visto que ela tinha disponibilizado a receita aqui kkkk) há um tempo atrás e achei uma gracinha. 







quinta-feira, 3 de fevereiro de 2022

Já é fevereiro...

Faz um tempinho que não venho por aqui... Pretendia rever meus planejamentos do ano anterior e ver o que realmente fiz, e fazer novos para esse ano. Mas no dia 03/01 (exatamente 1 mês, agora que percebi), no mesmo dia em que recebi uma boa notícia, perdi mais uma gatinha. Dulce estava no seu melhor momento, já castrada e bem saudável e linda, foi atropelada na frente de casa, durante a noite enquanto eu descansava um dia cheio de afazeres e isso acabou me fazendo perder um pouco a vontade de escrever aqui, e consequentemente acabei não comentando ou acompanhando os blogs que tanto gosto também. Pretendo mudar isso em breve. 

quinta-feira, 5 de agosto de 2021

Eu sempre falo as mesmas coisas aqui, e uma delas é que escrevo muito mal; eu não sei organizar bem meus pensamentos e sentimentos em palavras, eu acho. Mas, nesse exato momento eu queria escrever lindamente, pra eternizar aqui toda a beleza e felicidade que foi ter Fiona na minha vida, a minha princesinha. 

Já fazem alguns dias desde que ela foi embora, não sei ao certo, mas acredito que tenha sido no meio de julho mais ou menos. Foi tudo muito rápido, e sofrido para ela e para nós. Fiona foi e é muito amada por mim e tenho certeza que ela me amou também. Foi um dos amores mais certos que senti na minha vida, além do de minha mãe e avó adotiva. 

Tudo aqui em casa é lembrete da presença dela, os móveis em que ela dormia, o potinho em que ela comia ração, os lugares em que ela ficava deitada e observava a nossa vida devagar, assim como o meu braço e barriga, mas ao mesmo tempo, a lembrança da presença dela me parece um sonho, e às vezes eu tenho medo de que algumas memórias acabem se esvaindo, não sei, não quero esquecer dela nem um pouco, até que simultaneamente a dor de olhar as fotos dela também cresce e automaticamente evito. Não sei. 

Eu também preciso mencionar algo incrível que aconteceu recentemente: na semana passada, apareceu uma gatinha aqui na rua, que entre todas as casas que existem aqui, decidiu parar exatamente na frente da nossa; resolvi chegar perto dela, e sem nem me ver direito, ela pulou nas minhas pernas, miou e se esfregou freneticamente, como se já me conhecesse, acabamos ficando com ela. Mila, lembra muito Fiona esteticamente e em alguns comportamentos, algumas pessoas disseram que quando gatos morrem, às vezes enviam outro para ajudar os donos a lidar com isso, outras disseram variantes disso. Eu não sei se é verdade, mas gosto de pensar que é. 

Peço desculpas pelo texto mal feito, e pelas palavras sentidas não ditas. 

terça-feira, 22 de junho de 2021

Se organizar é difícil



Em fevereiro eu postei aqui o caderninho que havia comprado para tentar me organizar, e esse post é uma espécie de atualização. 

Assim como eu mencionei no texto anterior, minha rotina sempre foi bem vazia, até 2019 que foi a primeira vez que utilizei essa forma de organização porque estava estagiando, mas em 2020 meu dia a dia voltou a ser como sempre foi, e aparentemente eu não sei lidar com tempo livre, logo decidi me organizar com a caderneta novamente. 

Então... o caderno funciona bem, o problema sou eu. Eu constantemente esqueço de usá-lo, ou DEIXO PRA DEPOIS e acabo não fazendo... Daí fico naquele ciclo: deixo pra colocar o que pretendo fazer lá "mais tarde", não coloco, e acabo não fazendo nada. Além das vezes em que coloco e mesmo assim não faço. A minha conclusão é que, como eu disse ali em cima, não sei lidar bem com o tempo livre. Mesmo sabendo que tenho coisas pra fazer, também sei que não tenho nada com horário específico e acabo deixando para depois e esse depois nunca chega. 

Mas ainda estou determinada a tentar me organizar, claro. Costumo dividir o caderninho por meses, onde na primeira folha ponho os coisas principais que pretendo fazer com frequência (geralmente estudar, ler e fazer exercícios [durante todos esses meses dá pra contar na mão quantas vezes me exercitei], às vezes coloco outras coisinhas; em 2019 quando estudava presencial, colocava ir para a faculdade porque eu faltava muito rs). Depois coloco durante a semana as coisas que quero fazer no dia, e às vezes faço uma página para trabalhos de uma faculdade e outra página para a UniCesumar (que é onde curso minha segunda graduação). 

Fiz um vídeo mal feitinho com fotos do caderno: 





Acho que talvez seja uma boa ideia determinar horários para fazer as coisas, já que eu tenho problema com abundância de tempo, mas por enquanto decidi usar um outro 'método', que é estipular um tempo mínimo para as atividades, para isso, essa semana eu fiz uma planilha simples no Google Sheets. 




(depois que percebi que comecei em inglês, terminei em português)

Esses são períodos de tempo mínimos que quero dedicar a essas coisas diariamente, mas se por um acaso eu estiver com energia, posso ultrapassar um pouco. Coloquei "pouca" coisa porque não quero saturar minha cabecinha, e também porque quero deixar espaços livres para fazer outras coisas (como assistir algum filme ou fazer algum trabalho manual etc). 

É isso. Espero que eu consiga fazer alguma coisa!


quinta-feira, 17 de junho de 2021

Doesn't anybody stay in one place anymore?

 



Eu gosto muito de ouvir música, então é sempre difícil pra mim escolher uma favorita, mas definitivamente essa está nessa longa lista de canções prediletas. Me faz sentir tanto e pensar em tanta coisa, que nem sei dizer, não sou a melhor com palavras. Aliás, todo o álbum Tapestry é lindíssimo, quem me dera um vinilzinho dele.... 

Cute Sparkly Pink Flower